Translate

quarta-feira, 26 de junho de 2019

Eu







Aqui 
me procuro na sutileza das formas.
me encontro longe e me distancio mais e mais...

Nada sou, senão um fragmento obscuro no espaço.
Numa amálgama interior, sou o conflito entre o Eu e aquilo que me define.

Procuro a essência e desperto para o pensamento subjacente a este Eu.

Dissipo-me na ausência de mim indo
ao encontro da alegria do Ser.
Buscando apenas viver...







Direitos autorais - lei de nº 9.610 de direitos autorais



14 comentários:

  1. Excelente e belo poema, gostei bastante e aproveito para desejar a continuação de uma boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, meu querido!
      Desejo uma ótima sexta.

      Beijos.

      Excluir
  2. Nada sou, senão um fragmento obscuro no espaço...Deliciou-me este verso.
    .
    Desejando um dia feliz
    .
    ** LÁGRIMAS DE AMOR **

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um prazer tê-lo aqui, caro Gil!
      Delicia-me sua presença!

      Boa sexta.

      Excluir
  3. Para ler e reler.
    Parabéns, o poema é excelente.
    Querida amiga, continuação de boa semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que gostoso te ler também, caro Jaime.
      Muito bom tê-lo aqui comentando.
      Beijo.

      Excluir
  4. Palavras com sentimentos. Amei reencontrar esse cantinho repleto de poesias. Um lindo final de semana.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Lunna, e é um prazer tê-la novamente aqui.

      Beijos.

      Excluir
  5. Respostas
    1. Bom domingo, querida Maria!
      Obrigada por este comentário!
      Beijos.

      Excluir
  6. Poético, deslumbrante, profundo. Amei

    Beijinhos

    ResponderExcluir