quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Alma Penada




Vick amanheceu eufórica. Levantou-se rápido da cama, escovou os dentes, coou o café, enquanto tomava e ligava o computador. Ainda animada começou a ler as postagensJ no facebook de seus contatos, quando se deparou com a seguinte atualização: "Bill está em um relacionamento sério com Bianca". Pronto! Desabou o mundo de Vick. Bill havia passado pela sua vida em um "ficar", dizia que não queria relacionamento sério, ela claro, aceitou. E permaneceu ficando por duas semanas, quando Bill sumiu. Vick não o encontrava, ligava para seu celular e ele não atendia. Após três semanas nubladas diante de sua visão, Vick abriu seu facebook e encontrou Bill disponível:

- Oi, você está bem? - digitou Vick.

- Sim. - respondeu Bill.

- Fiquei preocupada com você, nunca mais apareceu. - continuou Vick.

- É não quis enrolar você, eu não quero nada de sério e você é especial, merece ser amada. -retrucou Bill.

Nesse diálogo diante do chat do facebook, Vick chorou por sentir-se diferente das outras mulheres. Percebeu que fora abandonada sem explicações por ser especial. Imaginou ser uma alienígena na Terra ou até mesmo uma alma penada dessas que perambula sem ter paradeiro. Entretanto, Vick fingiu acreditar e continuou sua peregrinação terráquea até ver a tal atualização. Não podia crer no que lia, era tão especial que fora deixada de lado pela quarta, quinta ou sexta vez! Mas a tal Bianca não era especial?

Seu desespero foi tão grande que excluiu sua conta no facebook e desistiu de viver. Não morreu, mas vive como uma morta-viva. Vick assumiu a vida de alma penada.


J. C. Gomes

2 comentários:

  1. Pobre Vick.. pobres meninas, moças, mulheres que depositam esperanças em pessoas que não podem, não querem dar o que precisam. Que as Vicks do mundo real consigam superar estas frustrações sem precisar virar almas penadas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Mari. E não são poucas, infelizmente...
      Obrigada pela visita.
      Abraços, querida!

      Excluir

*Imagens: Google