segunda-feira, 7 de julho de 2014

Trevo





Sem palavras, sem dizeres, sem companhias
Em cada dia, em cada  lua, em cada estação
Pelo caminho vou percebendo que apesar de muitos passos
Nenhum demonstra sentido no trajeto que sigo e
Em vão prossigo
Sem um porquê,
Apenas vivo a vida
Sendo levada pelo tempo
Como uma folha pelo vento
a cada instante, a todo o momento...


*Imagens: Google