quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Interior Social




Sentada feito menina
Estava ela com a mão na bochecha
Sobre as curvas da silhueta
Com seu olhar de felina
Esperando o inesperado
Numa inocência aparente
Com paz reluzente e incoerente

De um ser sonhado
e confuso em muitos eus
perdidos dentro de si
mas achados em um nome
uma identidade social
sem meios de encontrar o interior
porém, capaz de monitorá-la até o fim.





*Imagens: Google