sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Minha Solidão







Solidão.
Enquanto para muitos é tenebrosa
eu a sinto bem.
Aprecio sua companhia.
Não preciso dividi-la.
É recíproco!

A solidão faz-me refletir.
Através dela, eu me perco,
eu me encontro,
eu enlouqueço,
eu me amo.

Danço.
Canto.
Sofro.
Dou gargalhadas.
Choro.


Na solidão sinto o silêncio.
No silêncio, sinto-me.
Sentindo-me, vivo.
Vivendo-me, satisfaço-me.

Vim ao mundo só
e dele partirei em companhia.
Em companhia de minha própria solidão.





10 comentários:

  1. Olá! A solidão é também a minha grande amiga. A solidão traz o silêncio necessário para compor minhas fábulas! abração

    ResponderExcluir
  2. [e.... quiça com coração leve o suficiente

    Para num sopro, elevá-lo ao céu.]


    bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deliciosamente degusto estes momentos...
      bjim

      Excluir
  3. So wonderful to see you posting Jaqueline, I have missed your beautiful style of writing <3

    ResponderExcluir
  4. O silêncio deixa-nos comovido. No silêncio aprende-se muito...

    ResponderExcluir
  5. E como sempre teu poema é ácido,mais ao mesmo tempo doce de se ler.Realidade misturando com a quase palpável solidão!!Belo!
    bj Jaqueline!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma solidão mais fácil de apalpar do que a realidade, meu querido!
      Obrigada!!

      Excluir

*Imagens: Google