quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Minha Culpa



Sei lá! Sei lá! Eu sei lá bem
Quem sou?! Um fogo-fátuo, uma miragem...
Sou um reflexo... um canto de paisagem
Ou apenas cenário! Um vaivém...

Como a sorte: hoje aqui, depois além!
Sei lá quem Sou?! Sei lá! Sou a roupagem
Dum doido que partiu numa romagem
E nunca mais voltou! Eu sei lá quem!...

Sou um verme que um dia quis ser astro...
Uma estátua truncada de alabastro...
Uma chaga sangrenta do Senhor...

Sei lá quem sou?! Sei lá! Cumprindo os fados,
Num mundo de vaidades e pecados,
Sou mais um mau, sou mais um pecador...

                    

                                                             
(Florbela Espanca, in "Charneca em Flor")





terça-feira, 10 de setembro de 2013

Letras, Cafés e Instinto.







Amplitude do Saber:

correlação do Ser ou não Ser
ao universo paralelo
em seu anelo
sentido pelo instinto
confundido em letras frias
e cafés quentes
tão necessários às mentes brilhantes
quanto o suor escorrido pelo cansaço do raciocínio
ou o mesmo deslizando no instante de prazer do instinto humano
em um momento usuário escasso de volúpia deliciosamente degustado sem pressa para a próxima reunião.

Por que 'Ser ou não Ser tem sido a questão'?







domingo, 1 de setembro de 2013

Sentido



Sentindo que o sentido que estou sentindo
                                         tem seu sentido no sentido que você está dando
                                                                                                            à minha vida.





*Imagens: Google