segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Amo








Quando o vi foi como se já o conhecesse de algum lugar.
Naquele dia as nuvens se espalharam dando lugar à visão celestial que nos cobria,

todavia, nem reparávamos no céu que nos servia, só sabíamos que estávamos banhados pela essência anil.
Sem percebermos entramos um no outro logo ali, naquele mesmo dia em que para mim você sorria.
Era como se flutuasse, como se você entranhasse em meus poros com sua áurea.
Neste dia você me roubou de mim.
Fez-me pertencê-lo não por obrigação, mas por amor.
Nunca pensei que tal ardor pudesse ressurgir nesse sôfrego corpo que age por instinto,
jamais imaginei amar alguém entregando-me de forma poética e cálida a outro eu.
Mesmo à distância, amo.









quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Dependência



Minha vida agora é dependente 
dependente de seu sentimento
sentimento que almejo
almejo está impregnado
impregnado em minhas veias
veias que correm o sangue
sangue que sustenta a base
base vívida que esvai sem sua presença
presença que arde na ausência
ausência dolorida e amada
amada com todo o ser
ser fora de mim e dentro de você
Estou dependente
Estou apaixonada.





quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Hipismo







Cavalgar sobre um garanhão
na velocidade de um Puro Sangue Inglês,
com a beleza dos Árabes,
a condução de um Mangalarga Paulista,
o toque de um Quarto de Milha,
sob o valor de um Mangalarga Marchador
incorporado em um Selvagem
é a sensação que tenho
quando molha minha pele com seu suor
balbucia almejos em meus ouvidos
erguendo-me pela crina
e amando-me como um homem ama sua mulher.





sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Néctar



Veio, aqueceu-me, envolveu-me, beijou-me, possuiu-me e partiu.
Deixou-me enlouquecidamente desacordada da realidade
e desejosa de ser embebida por seu néctar eternamente.
Volte!




*Imagens: Google