segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Amar é...



O amor é tão fácil
tão puro 
tão gostoso
tão tão
que não há explicação.

Há tantas definições para o amor
mas nenhuma se compara a senti-lo.

Amar vai desde o respirar
até a falta de ar.

Amar é enxergar através dos olhos do outro
sentir-se neste estando em si
é ar
é vida.

Amar é olhar
observar
lembrar
ouvir
é ter não tendo
é não tendo ter.

Amar é delirar
desejo
entrega
é transar sem culpa
é se dar à volúpia
e recebê-la em troca.

Amar é sentir o tudo no nada
mesmo o nada sendo tudo.

Amar é amar
e nada mais.




Reeditado

11 comentários:

  1. Love can be so beautiful... this poem is so wonderful Jaqueline... I do wish love was easier but than maybe we would enjoy it less...

    ResponderExcluir
  2. O amor é lindo, um sentimento maravilhoso. parabéns.

    ResponderExcluir
  3. Eu ainda sentirei isso...Por enquanto estou no silencio das esquinas!!bj

    ResponderExcluir
  4. Olá, vim apreciar teus escritos!
    O amor é um sentimento tão puro e especial, está em gestos simples.
    Lindas palavras!
    Seguindo aqui seu doce cantinho!
    Tenha um dia especial!
    Carinhosamente

    Femme- Mãe, Esposa, Mulher!

    ResponderExcluir
  5. Oi Jaque,

    Descreveu muito bem todas as sensaçoes de quem ama...

    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Perfeita definição poética para amar, que não se esgota em nenhum verso, mas oferece pontes para as sensações que descrevem.

    Um abraço, Jaque!

    ResponderExcluir
  7. Pelo jeito, amor é a mais gostosa indefinição.

    Beijos.

    ResponderExcluir

*Imagens: Google