sábado, 1 de junho de 2013

Quimera Sôfrega



Senti você.
Mesmo sem estar ao meu lado
senti você.
Sua boca tocou-me na lembrança,
sua mão acariciou-me em esperança
seu cheiro inspirei na bonança
ao pensar que poderei te encontrar
e nisso preciso me bastar.
Todavia, meu corpo grita silenciosamente por senti-lo 
não mais em lembranças, 
não mais em esperanças,
mas em quimeras sôfregas de uma realidade
onde um ser uno nos tornemos 
e assim fiquemos por toda eternidade.






18 comentários:

  1. Quimeras deliciosas. Adorei!
    bjokas doces e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que delícia tê-la aqui, bjoks e
      bom fim de semana para você também!

      Excluir
  2. I love the last line where we become one and spend an eternity...

    I am so happy to see your writing Jaqueline... keep writing from the heart ... you have so much beauty to share xox

    Launna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Writing is ingrained in my vein, even in tears I need to write what I feel.
      Thank you for your friendship.

      Excluir
  3. Que delícia de quimera!!!e que assim seja...sofrendo,mas se tornando apenas um...lindo!!!abç Jaqueline!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma delícia mesmo, Vitor!
      Abraços,
      Jak.

      Excluir
  4. Una Preciosidad de Quimera.
    Abraços e beijos.

    ResponderExcluir
  5. Adorei este teu desejo...Beijos!!

    ResponderExcluir
  6. Intensa sensação que desafia a distância...

    Ótimo final de semana, Cristina!

    ResponderExcluir
  7. Jaque,

    Tudo bem? Lindo texto! Quimeras, mais que esperanças, mais que saudades!

    Beijos.

    ResponderExcluir

*Imagens: Google