quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Gritos Silenciosos








No silêncio, ouço gritos.
Disfarço-me olhando para os lados,
Onde no escuro nada vejo, só sinto.

Sinto a ausência presente.
Sinto o cheiro oculto.
Sinto o toque sem tato.
Sinto a presença ausente.
Sinto um calor no frio.


Já não são mais gritos, são gemidos.
Gemidos gerados pelas carícias
feitas pelo si do eu em mim.





22 comentários:

  1. Os gritos mais profundos ocorrem realmente dentro do silêncio, Jaqueline.
    O modo com que descreveu o silêncio do grito que se oculta discretamente por trás de um gemido devido a uma ausência, que provavelmente não se fará presente, transformou-se em um poema muito show.
    Parabéns!

    => CLIQUE => ESCRITOS LISÉRGICOS...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por vir e comentar. Christian.
      ;)

      Excluir
  2. Querida amiga Jaqueline!

    Perdoa-me a invasão de seu espaço, mas temos amigos comuns. Gostei do seu Blog, como também do seu pequeno poema, muito lindo, romântico e sensual. Está de parabéns. Já sou seu seguidor.

    Beijos de luz!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    POETA CIGANO – 24/01/2013

    “Poesias do Poeta Cigano”

    http://carlosrimolo.blogspot.com

    Macaé – Rio de Janeiro – Brasil.

    ResponderExcluir
  3. Esas ausencias, esos cheiros, esos toques, ese calor no frio...Esa Presencia ausente; son las que provocan esa pasión en solitario por causa de esas caricias demandadas.
    Precioso.
    Abraços e beijos.

    ResponderExcluir
  4. Gostei da forma como o poema foi feito.
    Uma ausência pode ser transformada em lembrança no silêncio mais íntimo. Acho que já é da natureza humana.

    Prezer em conhecer seu blog. Boa sexta feira!

    Sintonia Fina atualizado!
    Versos, Prosas e Colóquios

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Angelus,
      Obrigada por vir, comentar e apreciar meu cantinho.
      Bjoks

      Excluir
  5. Esse paradoxo nas palavras me encanta...

    ResponderExcluir
  6. Sem problemas, volte ao Sem Pudor..com calma, afinal, o texto é um pouco longo..ahhaha. Boa Noite, lindona!

    ResponderExcluir
  7. Olá!Bom dia!
    Jaque
    ...os gritos têm uma espécie de mensagem de alguém onde faltam palavras e sobram emoções.De alguém que possui uma sensibilidade ímpar. Gritos que são desabafos “abafados”, contidas nas lembranças da ausência presente...
    Bela sexta feira!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Felis!
      Foi exatamente no foco!
      Bjoks

      Excluir
  8. Essas taras por pés chegam a ser engraçadas.. e você deve arrasar e tornar fértil a imaginação desses podólatras..rsrs. Se quiser, manda uma fotinha dos seus pés que divulgo na fan page. E se quiser tb, pode mandar um curtissimo relato ou algo para acompanhar a belissima foto.

    Beijao!

    ResponderExcluir
  9. Jaque,

    Tudo bem? Como doí e e difícil esse grito silencioso. Penso que ao abrandarmos e levarmos ao silêncio a nossa dor, encontramos um trio elétrico na alma.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagina e sinta o trio???
      Gostei do paradoxo!!!

      Bjoks

      Excluir
  10. Olá!Boa noite!
    Jaque
    Tudo bem?
    ...obrigado pelo carinho , tá?
    Belo final de semana!Paz e luz!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Jaque lindona!
    Pois é... esse silêncio que se faz presença e ausência é quase umas saudades que engolimos repleta de amor, com asas, mas sem voo ou brevê.

    Muito belo!
    Beijos e te cuida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cissa,

      Como é bom tê-la aqui e ler seu comentário acerca de meu singelo poema.
      Obrigada,

      Bjoks

      Excluir

  12. Thanks for the information... I really love your blog posts... specially those on Local Tamil News

    ResponderExcluir

*Imagens: Google