domingo, 11 de novembro de 2012

Libido

Seus olhos me chamam.
Seu corpo me atrai.
Seus braços me envolvem
me protegem,
me querem,
me instigam!
Suas mãos fortes me seguram,
me domam,
me guiam,
passeando em meu corpo
deslizando dos pés à cabeça,
em curvas sinuosas,
enroscando-se em meus cabelos
que uivam prazer
pelo gemido da boca
salivando avidez,
libido,
fome,
Você!




14 comentários:

  1. Jaqueline, your poetry and words evoke such sensuality:)

    ResponderExcluir
  2. Oi Jaqueline,

    este eterno jogo da sedução...

    Desde sempre e sempre assim!

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um jogo que mesmo ao terminar recomeçamos...
      Às vezes, infelizmente, os jogadores são trocados.
      Bjoks

      Excluir
  3. Ese Juego de seducción que no es capaz de apagar ese fuego de Pasión; por el contrario, lo aviva aún más.
    Ese cuerpo, esas curvas...esos poros que respiran el mismo aire.
    Preciosa composición, como siempre.
    Abrazos y beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedro, mi querido
      Cada día que pasa esa pasión debe ser alimentado con más fuego, porque de lo contrario, muere.
      Adoro você.

      Excluir
  4. Oi Jaque
    Vc e esses poemas sempre sensuais, vc sabe bem usar as palavras, e expressar através do poema todo o sentimento sentido. Parabéns!
    Bjos. Fique com Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Lu.
      Uso as palavras com gosto e prazer, mesmo quando triste.
      Bjoks

      Excluir
  5. De repente senti um calor...oh céus!

    ResponderExcluir
  6. Jaque,

    Tudo bem? Sensualidade que nos devora e nos sequencia na ansiedade de ter o outro passeando pelos lençóis.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Passeando nos lençóis e em nosso corpo...delícia!
      Bjoks

      Excluir
  7. Lembrei do mito de Eros e de sua fome insaciável e impossível de saciar. Amor é sempre falta, estranho pensar isso não?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa falta é alimento, pode ser estranho, mas há falta.
      Talvez seja em minha mente, talvez seja em meu ideal, talvez seja em minha ilusão, talvez...
      Bjoks

      Excluir

*Imagens: Google