quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Existência Paradoxal






Desfilando pela rua, assobios
balançando o cabelo, sussurros
sorriso discreto, linda
sorriso tímido, cativante
passos seguros, elegante
olhar sexy, atraente.

No interior, vazio.
Na varanda, reflexão.
Em casa, silêncio.
Na sala, vazio.
Na cozinha, frieza.
No quarto, solidão.

Sou ou não sou?
Não sou.
Nem serei.
Eu fui.

16 comentários:

  1. Contraste interessante entre as estrofes Jaque, a primeira o externo que os outros veem, o segundo o interno sentido do ponto de vista individual e o ultimo duvida pode suscitar o talvez eu seja.

    bjs

    ResponderExcluir
  2. Ser só é diferente de estar só. No poema aparecem dois momentos, o primeiro onde não se está só, e o segundo onde se está só, porém o questionamento perante o momento de estar só define um ser só. Esta solidão, mesmo na companhia de mil pessoas persiste. Abraços

    ResponderExcluir
  3. Las diferentes caras de una misma persona... Muy bellamente expresado. Un beso

    ResponderExcluir
  4. Podemos estar rodeados de personas y sentirnos solos.
    Revivimos el Pasado en ser y estar. Debemos acudir al Pasado y filtrar momentos para recurrir al Presente con la mayor intensidad y pensar en el Futura con la mayor Fuerza y Claridad; por lo cual anteponer siempre el si somos y si seremos.
    Precioso Poema.
    Estos días he tenido problemas con bloguer y no he podido visitar, con la atención que merece, vuestras sensacionales Entradas.
    Abrazos y beijos.
    Adoro a Voce.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yo entiendo, querido Pedro.
      Espero que lo resuelve todo en silencio.
      Besos.

      Excluir
  5. Personagens pela sobrevivência...

    ResponderExcluir
  6. Olá!Bom dia!
    Tudo bem, Jaque?
    é ...vida paradoxal... não importa qual seja a verdade, as pessoas vêem o que querem ver. Algumas pessoas podem dar um passo para trás e descobrirem que estavam olhando a mesma cena por todo o tempo. Algumas pessoas podem ver o que estava na sua frente o tempo todo. E ainda há aquelas pessoas que correm o máximo que podem para não terem que olhar para si mesmas...
    meio sumido... uai esse horário verão que me deixa lokki
    Obrigado!
    Boa sexta feira!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Felis!
      Há pessoas que vivem em paradoxos em torno de si mesmas sem enxergar o outro.
      Obrigada por aparecer!

      Bjoks

      Excluir
  7. Olá!
    Vi seu comment no blog da Luciana Santa Rita e gostei muito da sua opinião com relação á relacionamentos (ficou meio pleonasmo isso rs) porque sua visão é muito semelhante á mim. Vim aqui..adorei sua poesia e estou te seguindo. Se puder, me segue. Gostaria de trocar idéias.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      Obrigada por vir e comentar.
      Estou indo lá!

      Bjoks

      Excluir
  8. Oi obrigado pela visita,que Poema bacana cheia de contrastes mas no fim somente um ponto final..gostei bjs

    ResponderExcluir

*Imagens: Google