domingo, 2 de setembro de 2012

Inocência Perdida




Gostaria de voltar à inocência
sorrir sem me preocupar com o que irão pensar de mim
viver como se homens maus existissem só na ficção
como se todas as pessoas fossem amigas.

Gostaria de voltar à inocência
pensar que todos os sonhos podem se realizar
acreditar que o amor é único e eterno
que família é só uma, a primeira.

Gostaria de voltar à inocência de outrora
e viver como se a aurora fosse para sempre.
Gostaria de regressar à mente inocente
e nela me prender para nunca mais sofrer!

Gostaria de voltar à inocência.



24 comentários:

  1. Esa inocencia que limpieza y pureza del Alma Humana, sin artificios ni falsas vestiduras.
    Precioso Jaqueline.
    Un abrazo y beijos.
    Adoro Você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Las virtudes que se han ido.
      Besos, adoro você.

      Excluir
  2. Olá!
    Boa noite!
    Jaque!
    ...ah sim!Inocência que quando sai do coração, dificilmente regressa. A inocência é uma menina muito esquiva. Vive se perdendo!
    Obrigado!
    Bom restinho de domingo!
    Boa semana!
    Beijos
    ...sim...o seu link me está sem imagem...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Palavra gostosa 'esquiva', verdade!
      Obrigada, meu querido Felis.
      Bjoks

      Excluir
  3. Jaque, lindona!
    Muito sensível seu poema. O que me parece é que com o tempo vamos perdendo, inevitavelmente, nossas cores, e ficando meio desbotados com o passar dos anos. Temos que cuidar para sempre estarmos com a palheta de cores e o pincel na mão.
    Beijos e ótima semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cissa, minha flor, tem dia que o coração dói e daí eclode um poema sensível como este.
      Sabe, às vezes, não sei se é bom a perda da inocência, pois tem tanta gente que não perde e vive bem.
      Boa semana para ti também!
      Bjoks

      Excluir
  4. Voltar á inocência seria não ter preocupações, anseios, expectativas, desejos acalentados, explosões de tesão e um tanto de coisas, boas e ruins. Enfim, também gostaria de poder voltar a ser tal como era..inocente.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Lu, seria acreditar nas pessoas, nos sonhos, na vida sem malícia...
      Bjoks

      Excluir
  5. E quem não quer... É tão bom ser criança.... Brincar, sonhar... Adorei tua poesia! Linda! Hoje, 03/09, tem post novo!
    Um abençoado início de semana!
    Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais tarde vou lá em seu blog, adoro ficar por dentro das novidades, Elaine.
      Obrigada por comentar e gostar,
      bjoks

      Excluir
  6. Oh Jaqueline, I would love to go back to innocence, only if I could take my memories though... otherwise, not sure I would want to go down that road again. Fabulous post!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. There are facts in our lives that deserve to be remembered and lived but on the other hand, Launna, there are those who would never have experienced.
      ;)

      Excluir
  7. Momento nostalgia agora...
    Queria voltar a ser criança novamente >.<
    Excelente texto

    Beijos e cuide-se
    RIMAS DO PRETO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sandro, realmente um momento nostalgia.
      Bjoks e cuide-se também.

      Excluir
  8. Olá! Adorei seu blog e já estou seguindo seu blog para ficar por dentro de todas as novidade!

    Te espero no meu cantinho:

    www.todacharmosa.com

    Se quiser me seguir vou ficar muito feliz!! Beijão ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pathy, obrigada por vir e gostar, estarei visitando a vc pela manhã.
      Bjoks

      Excluir
  9. Jaque, adorei e se você autorizar gostaria de publicar no Nossa Jovem Guarda...beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ademir, esteja a vontade.
      Vc tem liberdade e sabe disso.
      Bjoks

      Excluir
  10. Oi Jaque
    Eu sempre falo isso para meus filhos, que eles são felizes, principalmente o Dani, que está numa idade de transição para a fase de de adolescência, eu digo para ele não ter pressa de ser criança, pois ele vai ter a vida toda para ser adulto. Enfim, lindo texto!
    Bjão. Fique com Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Lu, pelo seu depoimento. Na verdade quando crianças ansiamos crescer, sem pensar nas consequências...
      Continue aconselhando o Dani.
      Bjoks

      Excluir
  11. Es difícil volver a la inocencia pero para un alma de poeta como la tuya ha de ser más fácil. BELLÍSIMO POEMA ¡ENHORABUENA!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Armando, por más blanco es el alma de un poeta que ya no tiene la inocencia de antes, tiene requícios, lo que hace que tengamos una pizca inocente.
      Gracias por tus palabras.

      Excluir
  12. Sabe, acho que a inocência é a mais desejada das ilusões, porque nos dá a impressão de que somos puros. Mas pensa em uma coisa: a ilusão é verdadeira porque se sabe ilusão; enquanto a inocencia é um equivoco, ela supostamente se crer como inocente, ou seja, ela é uma ilusão que não se sabe ilusão. rsrsrs caramba, meu cérebro deu um nó. Vixe, que o poema deveria ser um retorno ao singelo e olha na armadilha que ele me levou, de inocente ele não tem é NADA ou será que sou eu que sou um má inocente? rsrs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrsrs...Dei risadas de seu labirinto mental!
      Eu entendi seu raciocínio, Helene. A ilusão nós criamos e por tanto sabemos de sua existência já inocência depende do ponto de vista, muitas pessoas a têm em determinados ramos cerebrais e não sabem enquanto outros parecem já ter nascidos sem (suposto/abstrato).
      Bjoks

      Excluir

*Imagens: Google