terça-feira, 21 de agosto de 2012

Carência



Estou carente dessa voz sussurrante em meus ouvidos,
desses dedos dedilhantes em meus cabelos,
desse beijo quente em minha boca,
desse seu calor em meu corpo.

Eu estou carente de você!

Minha carência envolvente
instiga desejos alheios
ao esvair feromônio por você.
Venha, venha me ver!

Eu estou carente de você!




8 comentários:

  1. Querida, esses poemas são seus?
    Porque se forem, você bem que poderia publica-lo em um livro, não acha?
    São lindos, viu, como sempre falei. Parabéns!

    Beijo!!
    Cléo - Conheça o blog Vejo Por Aí...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cléo, que lindo!
      São todos meus. O máximo que faço é compartilhar com vocês o meu sentimento.
      Obrigada minha flor!
      Bjoks

      Excluir
  2. Esa Carencia que es una exaltación de bellas Palabras coloreadas con acuarelas llenas de Sensualidad y Pasión.
    Una Preciosidad.
    Un abrazo y beijos.
    Adora a você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carencia de pasión, Pedro.
      Besos
      Adoro você!

      Excluir
  3. ahhh feromonio é um negócio muito legal! =]
    principalmente a flor da pele...
    Bjuuus
    End Fernandes

    ResponderExcluir
  4. Óla Jaque,

    Talentosa como sempre...parabéns !

    ResponderExcluir

*Imagens: Google