terça-feira, 17 de julho de 2012

Estreando a Vida


Na Vila dos Mascates, mora uma senhorinha muito simples, trabalhadora, mãe de três filhos, solteira e que
já não sonha mais com um grande amor, decepcionou-se cedo com vários homens em sua vida, dos quais resultaram a gestação de seus filhos (único motivo que move sua vida - ser mãe). Certo dia ao passar por uma estrada de terra, avistou Val, um homem bem mais velho, desprovido de beleza, mas charmoso e sedutor, o qual fez com que  flutuasse em sentido ondulatório naquele lugar, explorando cada parte daquele homem misterioso, ela se via sendo explorada também, mas conduzida sob efeito de uma tal hipnose consciente (acredito que no fundo era o que ela queria, flutuar sem ter que dar explicação e deleitar-se no instinto que a cobrava incessantemente). Ali, aquele desconhecido e instigante homem, revelou na senhorinha uma mulher que nem mesmo ela sabia existir; sua vida resumia-se aos filhos, esquecendo-se ou não querendo lembrar que dentro dela havia uma mulher felina necessitada de jorrar seus desejos e ansiosa por uma presa... Val, despertou esse instinto! Acordou o que estava adormecido e deliciou-se naquele corpo virgem de fantasias, de fetiches, de posições, de diferentes diferenças. Ela, por sua vez, tentava entender o que estava acontecendo consigo, era como se tivesse perdido as rédeas de seu corpo, seu lado acalentado domou aquela matéria quase insignificante e a fez tomar posse da Mulher que aflorava. Que sensação extraordinária. Que ordinária!  No auge do envolvimento, seu celular toca quebrando aquele clima voluptuoso de descoberta por si mesma... Do outro lado da linha um de seus filhos. Pronto! Eis a realidade. Vestiu-se correndo. Parou um momento. Refletiu o ocorrido. Olhou para seu interior e notou que não era mais o mesmo, havia algo diferente agora, algo inexplicável, porém sentido profundamente. Ajeitou o coque pegou o dinheiro que Val dera pelo desempenho e retornou para sua casa.





12 comentários:

  1. Por unos momentos ese Cuerpo de Mujer volvió a estremecerse y relajarse...a sentir el tacto de un Hombre en su Piel.
    Así que te has perdido en las cuerdas de mi Guitarra; pues...ahora mismo te voy a encontrar y rescatar ¿Vale?
    Un abrazo y Enormes Beijos.
    Adoro a você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Usted vino a rescatarme, Pedro?
      Adoro você.

      Excluir
  2. Simplismente um show de imagens na mente do leitor...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagens, sons, tatos e desejos ocultos ou não...
      ;)

      Excluir
  3. Simplesmente maravilhoso como sempre. :D

    ResponderExcluir
  4. Muito belo,,,o bom da vida é justamente o inesperado que nos acompanha....beijos e um dia de paz pra ti amiga....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É saber lidar com o inesperado...
      Obrigada por vir
      Bjoks para ti também.

      Excluir
  5. Maravilhosamente belo, encantador
    Fico deslumbrado no seus versos no seus contos
    profundamente esplêndidos.
    E lhe agredeço pelas visitas em meu jardim de versos
    obrigado grande poetisa
    Um grande abração no seu grande coração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poeta amigo,
      que delícia ter e poder ler seu comentário,
      Sempre que ver as atualizações irei visitar seu jardim sim,
      pois uma vez na net, todos somos flores dele.

      Bjoks

      Excluir
  6. Pois é Jaqueline, isso é mt comum... Tem mulheres que se tornam mães e esquecem seu lado mulher, amante. Bjs

    ResponderExcluir

*Imagens: Google