quarta-feira, 18 de julho de 2012

Barganha Amorosa



Está frio aqui fora
assim como em seu interior.
Seu corpo quente
ardente
envolvente
suga de mim
desejo
vontade
amor!
Seu beijo enlouquece-me.
Sua voz arrepia-me.
Ao mesmo tempo que une
afasta-se
não obstante
razão
emoção
coisas do coração.
Você não me quer amar
quer apenas desfrutar
por uns instantes.
É uma troca
momentos de prazer
por momentos de atenção.
Parece esmola
mendicância.
Você não me ama,
só me deseja
sou uma válvula de escape.
É algo que transcende seu ego
no íntimo você gostaria
de ter amor por mim
mas seu amor-próprio
é maior, bem maior do que outro sentimento.

Não sei até quando vou suportar...

PS. Me ame?




18 comentários:

  1. Oi Jaqueline
    É difícil acompanhar seu ritmo, vc é o que eu chamo "máquina de fazer posts", considere isso como um elogio, eu além de ter dois filhos pequenos, marido, agora estou de férias, mas trabalho fora, então o tempo que sobra eu posto uma vez por semana, e o resto do tempo que eu separo para net, gosto de visitar e comentar nos blogs, o seu já está na lista, mas vi que estou atrasada kkkkkk. Mais um poema picante, sensual, aguça a imaginação, mas ainda bem que é ficção, pois sinceramente não acho que uma mulher deveria se deixar ser usada assim, apesar que existem muitas por aí, é minha humilde opinião.
    Bjão. Fique com Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua opinião não é humilde é de grande valor, Lu.
      Mas, infelizmente tem muita mulher mendigando sentimento por aí, querida!
      É ficção para mim, para você, mas é a realidade de muitas...muitas mulheres que querem e são obcecadas por um amor que não existe. Porque se ela não se ama(a ponto de se humilhar) como pode amar outra pessoa???

      Eu, procuro postar uma vez ao dia, não ligue não sou assim mesmo!

      Bjoks

      Excluir
  2. Olá!Boa noite!
    Tudo bem, Jaque?
    Mais uma bem intensa!Gosto do seu estilo sensual!
    ...muitas mulheres ainda vêem o amor como algo que precisam conquistar no exterior. Merecer e alcançar o amor de alguém é, para eles, o principal foco de atenção de suas vidas.
    ... se ao invés disso, voltassem seus olhares para dentro de si mesmas e buscassem descobrir ali o que tanto procuram, se sentiriam prontas para compartilhar esta plenitude com os demais, ao invés de mendigar o amor como as famintas imploram por comida...
    Obrigado pelo carinho da visita!
    Boa quinta feira!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente, Felisberto.

      Amar-se primeiro, descobrir o amor para depois amar alguém.
      Excelente comentário, Felis!!!


      Bjoks

      Excluir
  3. Belo texto!
    muito sensual e também real, descreve como muitas pessoas são hoje em dia.
    O amor deve ser simples e natural, não forçado ou mendigado.
    =)
    Abraços Jaqueline.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sim Aline!
      Amor é conquista, não cobiça!
      Obrigada por vir.

      Bjoks

      Excluir
  4. Jacqueline, lindona!
    Tudo bem?
    Muito interessante e verídico o teu poema!
    Percebo que você escreve bem contos e poemas, isso é muito bom.

    Quando o ego mata o amor, é porque ele nunca existiu, e o que acabou foi só a ilusão, porque amor-próprio em demasia, apenas ilude o sentimento pelo outro.
    Lindo!

    Beijos e ótimos dias!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cissa, feliz com sua presença e pelo comentário,
      mas ainda pelo fato de você ter dito sobre meus textos prediletos,
      poema e contos.

      O bom desses amores ilusórios é a inspiração que nos dá para descrevê-los, mas vivê-los é desperdício.

      Boa semana, bjoks

      Excluir
  5. Hola Jacqueline: como siempre un gran poema de amor, entrega, desengaño. Las fotos son también muy originales y sugerentes. Muchas gracias por tus visitas y comentarios en mi blog. Un besinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Armando, estoy feliz por venir a mi blog y dejar tu comentario
      Las imágenes contenidas debe sugerir algo se refiere al texto, usted sabe muy bien. Abrazo amigo.

      Excluir
  6. Jaqueline,

    Entendi de uma forma especial seu belo texto...

    bjs

    Orfeu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Delicado e sensível de sua parte,
      fico contente por isso,

      Meu interior conversa com o seu...

      Excluir
  7. Conheço bem essa história de te desejo mais não te amo... Adorei seus versos, vejo-me neles. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem real...
      No fundo enxergo-me também de alguma forma!!

      Bjoks

      Excluir
  8. Alguns anos atrás eu me veria nesse poema sem duvida, mas quando me amei de verdade (já dizia um grande poeta), não ficaria na espera de migalhas...descreveste muito bem o que muitas pessoas sentem e passam e por vezes sem força de mudar a situação.
    Parabéns sempre fico feliz com o que leio por aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pati, penso que de forma diferente, todos ou quase todos passamos por isso.
      Quando crianças, fazemos o possível para 'aquele menino' olhar para gente. Pensamos que se perdermos o primeiro namorado o mundo vai acabar, e outras hipérboles de adolescentes! rs
      Enfim, passamos por fatos semelhantes...
      Bjoks

      Excluir
  9. I agree with what you write Jacqueline, you write so emotionally from the heart, I feel every word:)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. You are sensitive, Launna, so feel emotion.

      Excluir

*Imagens: Google