segunda-feira, 9 de julho de 2012

Amar é...




O amor é tão fácil
tão puro 
tão gostoso
tão tão
que não há explicação.

Há tantas definições para o amor
mas nenhuma se compara a senti-lo.

Amar também é respirar
tocar
ser
ar

Amar é olhar
observar
lembrar
ouvir
é ter não tendo.

Amar é delirar
desejo
entrega
é transar sem culpa
é se dar à volúpia
e recebê-la em troca.

Amar é sentir o tudo no nada
mesmo o nada sendo tudo.

Amar é amar
e nada mais.








11 comentários:

  1. Lindo Jaqueline....sempre lindos !

    Seu Orfeu (o único)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rs...Sim meu Orfeu.
      Obrigada por permanecer.
      Bjoks

      Excluir
  2. ...nada mas... y nada menos! Amar es todas esas cosas que expresas con tanto acierto y profundidad. Bello poema. Un beso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gracias, Armando por tu visita em mi blog y por esas palabras hermosas.

      Excluir
  3. Para o amor é só amar e nada mais.
    Bj

    ResponderExcluir
  4. ¡Hay tantas definiciones, pero ninguna como el sentirlo!
    Como decía es escritor Ruso Leon Tolstoi:
    "El que ha conocido sólo a su mujer y la ha amado, sabe más de mujeres que el que ha conocido mil".
    Preciosa Poesía que lo dice todo en concisas y puras estrofas.
    Sabes que adoro você.
    Un abrazo y beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedro, mi lindo!
      ¿Es usted un delicioso romántica para recibir aquí en mi blog,
      El amor es breve como la poesía.
      Adoro você.

      Excluir
  5. Amar com fervor
    com todas ás veias do coração
    e reencontrar-se nos lábios
    o aconchego,á canção dos sorrisos.

    Realmente poetisa amar e nada mais
    basta.
    linda,linda,linda poesia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais uma vez faço reverência a você, Carlos Orfeu! (rimou)
      Amar já engloba tudo e nada mais.

      Excluir
  6. Jaqueline, vim retribuir a visita e... gostei do seu Blog.
    Beijo
    Lita

    ResponderExcluir

*Imagens: Google