quarta-feira, 6 de junho de 2012

Místico Esvaecer de Um Dia Chuvoso



Era uma manhã chuvosa e gostosa...
o dia não prometia grandes acontecimentos
a não ser a monotonia diária na áreas.
Respingos ao chão,
pequenas poças aqui e ali,
ar úmido,
brisa suave,
com um certo mistério na atmosfera.
Aliados ao clima
a sensação de consonância
sem exuberância
sem importância
sem abundância
ou flamância,
em conformidade com o ar sombrio
visto por muitos e admirados por poucos
e loucos pelo místico.

Rebuscando o dia ameno
um inusitado encontro pleno
fez-se realizar!
Meu passado e meu presente
estavam a me cercar.
Lembranças vieram a cismar
Sim...vieram a cismar...
Cismar algo que almejei
mas que não alcancei.
Sonhos de uma adolescente pícara retraída
que era minha vida.

Ele estava lá.
Em minhas reminiscências retornou
com seus lindos olhos verdes
inocentes e fogosos.
Uma mistura de candura e loucura.
Meu sangue fervia,
meu corpo tremia,
meus lábios emudeciam
meus sentidos gemiam.
E ele discretamente sorria.
Pois sabia que o meu querer
naquele dia de nuvem cinzenta
era mais do que ele poderia oferecer.

E assim como veio, se foi.
Um breve pensamento
com sentimento virou-se naquele momento
o presente de um passado que passou
e deixou deliciosas lembranças de um amor
rememoradas em um dia sem dor
sem calor
sem rumor
sem mais
mas com a pureza e a beleza de tê-lo vivido.




16 comentários:

  1. Jaqueline :)
    Quanto tempo >.<
    Como vai?
    Adorei mais uma vez seu texto..cheio de sentimentos *-*

    Continue assim :)
    Beijos e cuide-se

    www.rimasdopreto.com

    ResponderExcluir
  2. É verdade, Sandro. Há muito não o vejo aqui. Continuarei expressando meus sentimentos sim, pode deixar, pois é para isso que existe este cantinho.
    Bjoks

    ResponderExcluir
  3. Hello my Jaqueline, as always an inspiring poem with so many beautiful layers:)

    ResponderExcluir
  4. Seu texto, faz o leitor viajar, gostei muito do seu texto, continuar assim não depende muito de você mas de seus sentimentos, ansiosa para novos post, um beijo obrigada pela visita no meu blog!

    larysalgueiro.wordpress.com

    ResponderExcluir
  5. Obrigada, Larissa. Meu consolo é que sentimento não me falta. Bjoks

    ResponderExcluir
  6. Olá!Boa tarde!
    Tudo bem?

    Nada como estar em casa, lendo um bom livro, abajur ligado...e as reminiscências "aparecendo"...e olhando para o dia chuvoso...vejo que estou feliz... alguns pressentem a chuva;
    outros contentam-se em molhar-se...
    Obrigado pelo carinho da visita!
    Bom feriado!
    Beijos com carinho!
    ...fui...

    ResponderExcluir
  7. La lluvia, esa cómplice para recordar aquellos momentos maravillosos entre nostalgia y alegrias.
    Precioso Poema.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  8. Se verdade.Pedro, la lluvia tiene tal poder sobre nosotros.
    Besos

    ResponderExcluir
  9. Pue sí, la lluvia puede ser romántica e inspirar un bello poema como este. ¡Muy bonito! Un beso

    ResponderExcluir
  10. Oi Jaq, amei o seu blog, excelentes textos, menina !
    Que sensibilidade .
    Tenha um lindo fim de semana .
    Retribuindo e seguindo.
    Beijo!
    http://casascoisaseoutros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Obrigada, Lilian, blogs como o seu são bem-vindos em minha leitura cotidiana. Bjoks

    ResponderExcluir
  12. Parabéns Jacqueline !
    Ca estou novamente, lindo texto.
    Já adicionei seu link no Arena.

    Abração

    ResponderExcluir
  13. ...Obrigada pelo retorno. Amanhã irei ao arena novamente. Adorei!

    ResponderExcluir

*Imagens: Google