terça-feira, 5 de junho de 2012

Fases Mitológicas de uma Mulher Contemporânea


Ser rapariga era ruim pra mim
meu desejo era não ter nascido assim
queria ser homem enfim,
correr da disciplina
viver sem rotina
as aventuras canduras
sem pensar em destino
deliciando a vida de menino.
Mas... não foi assim!

Dias vindo...
Dias indo...
Desventuras subindo
Amores morrendo
sonhos se perdendo
viver se tornava chato e pacato
como de fato
vida de Perséfane.
Nada fazia crer que ser mulher era prazer!

Primaveras passando
vida correndo,
Véstia sorrindo.
Gente indo...
Gente vindo...
Um ato de Deméter: duas gestações!
A revolta continuava em emoções
Atenas, agora, dominava as ações
meu legado profissionalizava
em alta já estava,
já não era Perséfane
era Artêmis ladane.

Adequei-me ao mundo
descobri um profundo
que Hera tornava oriundo.
Poderosa,
jeitosa,
dona de si,
dona de ti
dona do mundo!

Atentei-me para o gosto de ser Mulher.

Afrodite reina,
mas Hera domina!
E eu???
Alienada às deusas gregas
desvendei o delicioso universo feminino
que jamais sendo menino
deslindaria  sem desatino.
Mitologia grega fascina
ser Mulher é sina!




13 comentários:

  1. Olá, um prazer ter vc no meu cantinho, seu blog tem textos inspiradores! Bjs

    ResponderExcluir
  2. Me ha encantado tu composición merodeando la Mitologia Griega.
    Precioso.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me gustan las analogías mitológicas que tienen que ver con la manera personal de cada persona.

      Excluir
  3. This is so beautiful and I love being a woman Jaqueline... :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. I love being a woman,today, Launna. ;))

      Excluir
  4. nossa é muito bonito o seu blog, e o seu texto tbm,a mitologia grega é realmente instigante.
    seus textos estão de Parabéns,eu goste muito!

    bjsss
    at+

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadinha, minha linda por ter gostado de meu cantinho.

      Excluir
  5. Que lindooo... é bem assim mesmo, quando eu nasci e soube o que eu poderia me tornar, me desesperei, sofri e chorei, não me aceitei... até que um dia, eu percebi que poderia ser quem eu queria ser, livre ou casada, mãe ou não e assim descobri a mim mesma, a mulher em mim.
    Belissímo texto Jaqueline e lindas musicas tem no seu Blog, eu amei!! *-*
    Sua opinião deve ser a unica sincera dentre as que eu receberei, poucas mulheres tem coragem de dizer quem foi e quem é hoje... parabéns por conseguir mudar, evoluir, crescer... ser dona de uma auto estima alta é para pouca... parabéns.
    Seguindo viu... eu achei seu cantinho fascinante.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jane, que palavras agradáveis e emocionantes de ler e sentir!
      Obrigada por aceitar meu depoimento em forma poética e dizer resumidamente o seu. ;)

      Excluir
  6. Que lindo Jaqueline, adoro mitologia grega! Adorei! bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Sandra!
      Eu sou fascinada por ela!
      Bjoks

      Excluir
  7. Maravilhosa poesia Jaque. De fato ser mulher é a melhor sina que poderia ter me acontecido. O mundo feminino está aí, pronto para conquistarmos, é uma grande aventura. Não nascemos no pódio, estamos conquistando-o aos poucos que é para darmos valor a própria vida como ato puro e não tão somente como um esboço teórico. (acho que o tão hoje quer passear por meus pensamentos e escrita rsrsr).

    ResponderExcluir

*Imagens: Google