quinta-feira, 28 de junho de 2012

Borboletas




Expectativas.
Expectativas.
Expectativas.
Por mais que não queira 
elas teimam em aparecer.

Na negatividade
retiram o chão
abrem abismos
fecham o céu
trancam o mundo
frustram o ego
acaba o Ser.

Na realização
borboletas no estômago
resumem a sensação.



14 comentários:

  1. Borboletas no estômago...as vezes me sinto assim, cheia de expectativa quanto à vida, quanto aos sonhos,e as sinto voar... por vezes em minha barriga e outras em minha mente.
    É uma sensação gostosa assim como o seu poema.
    Adorei ler.
    Um beijo em ti.

    ResponderExcluir
  2. Que comentário gostoso, Cláudia, assim como sua presença. Borboletas no estômago é algo que é delicioso sentir. Bjoks

    ResponderExcluir
  3. Butterflies can be wonderful when you are in love... lovely poetry Jaqueline:)

    ResponderExcluir
  4. Even when we're not passionate, Launna.
    Just a flirt already causing butterflies in the stomach.

    ResponderExcluir
  5. Esas expectativas pueden cavar profundos abismos y poner un gran toldo que cubra el cielo, pero esa mariposas en el estómago son la sensación de que superaremos la situación, porque ellas mismas son símbolo de Libertad; y a través de nuestra mente volaran al exterior para liberar nuestras expectativas y convertirlas en ilusiones realizables.
    Preciosa Poesía, Jaqueline.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  6. Querida Jaqueline!

    Te descobri através do "Blogueiros que Pensam".

    Que belo blog você tem. Música linda. Poemas maravilhosos. Parabéns.

    Será um prazer não só segui-la, mas também colocar "O Doce Ilusão" entre os meus recomendados de LITERATURA e POESIA.

    Beijos no coração!

    Milton!

    ResponderExcluir
  7. UAU!!!! Jaqueline querida poema maravilhoso...
    Nesse momento estou vivendo borboletas no estômago ... não vejo a hora delas voarem em direcção a concretização dos meus sonhos.

    ResponderExcluir
  8. expectativas...ego, realmente muitas vezes nos frustram como você coloca em mais um de seus lindos textos. Mas viver sem essas coisa só iluminados...

    Seu Orfeu

    ResponderExcluir
  9. Passando pra saber como vc está? e ler essas maravilhas em seu blog. Parabéns!! bjos

    massoterapiaassis.blogspot.com.b

    ResponderExcluir
  10. parabéns pelo texto flor!
    obrigada pela visita no blog!
    bjim e volte sempre!
    http://actualprettyandfashion.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Passando pra desejar boa noite e convida-la pra responder uma tag la no meu blog. bjsss
    http://dettynha-trocando-ideias.blogspot.com.br/2012/06/tag.html

    ResponderExcluir
  12. Ao te ler, lembrei de um micro conto que li no blog "Eu curto conto curto" e que se intitula "Atrás das Borboletas". Diz assim:

    "Lucrécia Bruna era uma jovem viúva, sem filhos. Um dia, cansada da solidão, colocou seu perfil num site de relacionamentos. Ouvira dizer que mulheres apaixonadas sentiam borboletas no estômago. Quem sabe seria melhor que sua velha gastrite?"

    Diga se não tem a ver!Rsrsrsrs.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Oi passando para conhecer seu blog e ja te seguindo e te convido a conhecer o meu caso ainda não conheça bjinhos aguardo sua visita...

    ResponderExcluir

*Imagens: Google