domingo, 17 de junho de 2012

Alienígena Titulante



Em meio a amigos,  sem amplos sentidos, estava eu em um dia desses, comentando meus dizeres. Ao dar por mim, pensava comigo mesma: - Sou um ser de outro mundo, senhor Raimundo! Não bebo, não fumo, não xingo, mas... como bem... e bem sozinha satisfaço-me como todo mundo! Por que então sinto-me diferente? ...E assim pensava durante um riso e outro, uma fumaça vizinha e outra, enfim durante todo o instante, obstante do restante. E conforme passavam-se os minutos, uma sensação estranha me tomava por entre as pernas, titulações deixavam-me aflorada por segundos... durante um riso e outro, uma fumaça vizinha e outra naqueloutro deixavam-me em sentindo louco. parecia que eu fazia tal ato, mas de fato não fazia! Quando resolvi vir para minha casa, chamei um táxi no qual estava em sentido contrário ao meu endereço, mas em voltas e revoltas peguei.  No trajeto, um rapaz que dividia comigo o mesmo, dizia que entraria no trabalho às 4h da manhã, sendo que eram 23h naquele momento em que ele estava indo para sua casa... e durante um riso e outro, sem fumaça de vizinhos e outros, ele disse que era retireiro, ordenhava as vacas todos os dias... É... Acho que sou alienígena em um mundo de raimundos divididos em classes, sejam sociais ou não, nem tão profundos! Enquanto amigos vivem envoltos à fumaça de suas ilusões, pessoas sobrevivem dia após dia cercados por um riso e outro, uma fumaça vizinha e outra... e eu... aqui sentindo titulações em meio a essas confusões... É...Sou uma alienígena no próprio mundo nato que de fato sou um átomo.

16 comentários:

  1. Jacqueline,
    incrivelmente bom este texto teu!

    Imagina a cena:
    eu de madrugada lendo teu texto, me senti a própria alienígena! haha
    Mas no sentido bom mesmo, o de parecer estar entrando num lugar desconhecido, mas instigante.
    Adorei o jogo de palavras e fazia tempo que não lia nada assim, de forma inteligente num texto curto e muito bom!
    Parabéns! Fiquei encantada!
    Beijos e ótimo domingo :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que delícia sua visita!!!!
      E olha...conseguiu ser a primeira a ler e comentar!!!
      Obrigada por deixar seu sentimento expresso para mim, é muito gratificante.
      Sou sua fã de carteirinha, Cissa!
      Bjoks e bom domingo.

      Excluir
  2. Jacqueline, I feel like an alien in this world at times as well. I live my life in a way that most people think is odd but I am happier than I used to be when I tried to follow the world. Great post:)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Glad, Launna, knowing that I am not alone. It's good we see, sometimes, the facts as I experienced so we can enhance our individual planet, even if it seems "old" to others

      Excluir
  3. Oi, tem Selinho Especial para você!
    Acesse o Link encurtado:
    http://ads.tt/4t6jnQ
    Conto com sua visita e participação.
    Beijo no Coração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Solange, estou indo buscar. bjoks.

      Excluir
  4. Olá Jaqueline =)
    Que texto lindo, gostoso de ler e acabei me identificando com ele rsrs
    beijos e ótima tarde de domingo!

    http://aquifofura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô minha flor, Shirley, todos temos um momento alienígena...rs...
      Obrigada por vir e comentar.

      Excluir
  5. Un mundo lleno de confusión en el cual nos sentimos como un átomo...como verdaderos alienigenas, observando las sensaciones y conductas de nuestros congéneres.
    Precioso Texto, lleno de reflexiones y meditaciones.
    Un abrazo, Jaqueline.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sinto-me sempre como um átomo.
      Gracias, mi querido.

      Excluir
  6. Olá!Boa tarde!
    ...me encanto cada vez mais com seu estilo de escrever ...
    ...instigante...
    ...e a expectativa é uma faca de dois gumes, trazendo o medo de que a realidade não esteja à altura da fantasia e acabe por procrastinar esse encontro do desconhecido e a busca pela descoberta...
    Bom domingo!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felisberto, que análise gostosa!!!
      A procrastinação é necessária para tal atmosfera.
      Obrigada, bjoks deliciosas.

      Excluir
  7. Jaqueline, muitas vezes também me sinto assim - uma figura estranha que não pertence a esse mundo.

    Gostei do seu texto!


    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Penso que todos passam por tal sensação na vida, Lu.

      Excluir
  8. Seu blog tem como eu já disse tem uma certa magia, claro que devido ao seu talento, a gente entra pela primeira vêz e fica freguês...até rimou !

    Continue assim moça...súcesso sempre!

    ResponderExcluir

*Imagens: Google