segunda-feira, 21 de maio de 2012

Ledice Banhada


Entre quatro paredes,
milimetricamente, pequenas e frias
estávamos nós nos aquecendo.
Envolvidos um no outro
protegíamos-nos do
clima frio daquele ambiente.
Por instantes intensos
esquecemo-nos da temperatura externa
e vibrávamos a interna.

Nossa! Que delícia!
Enquanto a água deslizava pelo nosso corpo
nossos sentidos deslizavam no querer
um do outro...
Entre a saliva e a água estavam nossos lábios
envolvidos pelo desejo de sugar em recíproca
com a sensação de posse e entrega.
E com toda ledice satisfazíamos
em fantasia nossa euforia.

Que delícia!
Banhávamos a matéria
e lavávamos a sério
nosso desejo, nossa loucura
que pareciam não ter limites...
Salvo pelo clímax do instinto
não víamos o recinto
mas sentíamos como em outro lugar
o flutuar amenizar
depois do bem-estar
de todo o estouvar
nossa volúpia agradar em um banhar
o  nosso saciar.

8 comentários:

  1. muito gostoso tomar banho assim :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sim, Calebe! É uma delícia quando se entrega sem pressa.

      Excluir
  2. Banho delicioso acompanhado de meu amado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aproveite seu amor, Cris!
      Banhe-se bastante com ele façam-se completos!
      Bjoks

      Excluir
  3. What a luscious poem, reminds of the sensual showers David and I had together :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Launna, bathing with the loved one is very good, but there are people who can not enjoy it.

      Excluir

*Imagens: Google