sexta-feira, 6 de abril de 2012

Discrepante Ego


Parece que meu ser entristeceu
o sol ofuscado-se,
sinto gosto de amargura
em meu todo...
É como se meu coração sangrasse
minha existência estivesse terminando
o meu "eu" não tivesse mais sentido.
As lágrimas não rolam pela face
mas pelo coração,
pelo interior,
por tudo que se resume à matéria
rolam as lágrimas!
Quem sou? O que sou? Por quê sou? 
Pensava ser,
até ter ciência de que não sou.
Nesse complicado mundo de ninguém
uno-me aos filósofos conflitantes da existência,
nada sou a partir do que sou!



2 comentários:

  1. I really enjoy to read your blog, thanks for writing :)

    Maarit

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thank you for visiting it and traveling in my words! Ok!;)

      Excluir

*Imagens: Google