sábado, 28 de abril de 2012

Ato Preconcebido



Certo dia, estava em minha casa
esperando aquele que me dava asas...

Preparei-me um delicioso banho
com aroma cítrico suave para um momento de nave.
Afinal, voaria em pensamentos
por alguns momentos lunares
devaneios inconscientes
persistentes e insistentes
eternizados mutuamente
naquele momento.

Depois do banho, as vestes
escolhidas minuciosamente para o momento.
E que momento!
Ao ouvir o som no portão
meu coração disparou!
Sem pensar, fui ao encontro de meu cortesão
saltei em seu colo com fugacidade.
o que na verdade encheu-me de tesão.

Ele, pasmo com o acontecido
deu-me liberdade para amá-lo ali;
em meio ao volante.
Foi hilariante!









4 comentários:

  1. Jaqueline you write with such passion, it reminds me of how I kiss David, with my whole heart and soul.... we sigh after we kiss, it has so much emotion! Lovely and sensual poetry!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Launna, you are sensitive!
      What you live with David is love, passion!
      What I write is an act of passionate lovers. Linda, I adore.

      Excluir

*Imagens: Google