sábado, 7 de abril de 2012

Analogia De Uma Silhueta


Assim como na silhueta da vida
as curvas sensualizadas do ser,
vive em um constante 
vai e vem...
Em seu trajeto curvilíneo
sensações trêmulas,
arrepios e
ideias chocando-se
com a intensidade do
vai e vem...
Palpitante o coração parece querer bailar 
com o vai e vem...
O suor dança pela derme,
o conflito entre a razão e a emoção
torna-se nada 
diante de tamanha volúpia do corpo!
Nesse instante tudo é desejo
e desejo é tudo
não se tem pretexto 
para seu fim, salvo a ledice do instinto, prazer!



3 comentários:

  1. me gustó tu blog pasaré mas seguido a visitarte
    un beso desde la patagonia
    p/d: http://carna-magno.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Este vai e vem é muito bom...

    ResponderExcluir

*Imagens: Google