segunda-feira, 9 de abril de 2012

Ama-me Sem Preconceitos


Pelas calçadas da cidade
venho sondando um olhar a me procurar,
no toc-toc do sapato, sonho longe...
Sonho com os pés no toc-toc...
Será que vou ser encontrada?
Ou será que passará por mim desapercebido
por eu não usar artigos de grifes
ou por não ter um sobrenome "de peso"?
Oxalá que não seja assim!

Ama-me como sou!
Brinque de cócegas,
salte na cama,
role com chama,
ardendo em gama,
em momento de flama,
mas faça-o comigo!

Sinta o que sinto
na medida que sinto
com a intensidade que sinto
e não minto!
Sinta comigo!

Sem preconceitos,
sem interesses,
sem vácuos ou pertuitos
mas em um só intuito: Amar!

12 comentários:

  1. se ama de una manera,con al alma
    hermoso poema,muy sentido
    un beso

    ResponderExcluir
  2. Ah Jaque, vc é uma linda! amar sem preconceitos será fácil p o homem que merecer- te. Essa alma intensa e doce ao mesmo tempo, precisa de colo e carinho. Esteja acalentada por um abraço amigo, dessa tua amiga e admiradora de sua obra, Clarice.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você me emocionou!
      Raquelzinha, você é especial!
      Obrigada pelo carinho.

      Bjoks

      Excluir
  3. Ler e imaginar cada movimento, muito bom. Eu adoro suas obras moça po isso moça.
    Um beijo e um ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  4. Um amor é assim........é perfeito!

    Belo texto, gosto muito da sua forma intensa de escrever...

    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Jaqueline... isso sim que é saber amar...
    "Sem preconceitos e interesses... amar por amar."
    Lindo o poema!

    ResponderExcluir
  6. Gostei do tema,pena que muitos querem só status,e se exibir com uma mulher do lado..bjs
    http://simonebastos2007.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

*Imagens: Google